domingo, 21 de setembro de 2014 Home   Fale Conosco
                                                       Seja bem-vindo ao nosso site!  
A Empresa
Loja Virtual
Dicas de Saúde
Receitas
Eventos
Links
Franquias
Fale Conosco
 

 

ALERGIA RESPIRATÓRIA

 

A poeira de casa, formada por uma mistura de restos de alimentos, descamações de pele humana e de animais, seres vivos como os ácaros, fungos, etc e as substâncias inalantes são as principais causas de alergias respiratórias Para os que já possuem alguma tendência à alergia, sua casa requer alguns cuidados especiais. "As precauções devem ser tomadas desde o nascimento de uma criança, mesmo que ela ainda não tenha nenhuma doença alérgica", recomenda a Dra. Fátima Emerson, médica alergista da SBAI (Sociedade Brasileira de Alergia e Imunopatologia).

Segundo os dados da SBAI, é alarmante o número de pessoas alérgicas no mundo: cerca de 30% da população em geral sofre algum tipo de alergia.

 

 

PRINCIPAIS DOENÇAS ALÉRGICAS

  

ASMA: é uma doença acompanhada de inflamação alérgica das vias respiratórias. Pode surgir em qualquer idade e, ainda hoje, apesar dos avanços da medicina moderna provoca muito sofrimento. É também conhecida como bronquite alérgica ou como bronquite asmática.

Sintomas principais da asma:

1. Sensação de "aperto" ou opressão no peito ("peito preso"),

2. Falta de ar ou cansaço,

3. Chiados no peito,

4. Tosse, que pode acompanhar-se de eliminação de secreção (gosma branca).

 

RINITE: é a inflamação alérgica da mucosa do nariz que pode ocorrer de forma repetida A causa mais comum é a sensibilização aos alérgenos inalantes, em especial à poeira de casa e seus ácaros.

Os sintomas principais da Rinite Alérgica são:

1. Espirros repetidos,

2. Coriza líquida em geral abundante,

3. Coceira nasal insistente (ou coçam também os olhos, os ouvidos, céu da boca e garganta),

4. Mucosa nasal: congestionada, as narinas entopem.

5. Olhos: avermelhados, irritados, lacrimejando e coçando .

6. Sensação de escorrimento da secreção pela parte de trás do nariz, que pode provocar pigarro ou tosse insistente.

7. Alteração de olfato e do paladar, tosse crônica noturna, sinusite, amigdalites, faringites e otites repetidas.

 

O QUE FAZER?

 

É importante procurar um médico especialista que irá pesquisar as causas de alergia e recomendar os remédios mais adequados para controlar a doença. Um método valioso é a imunoterapia, ou seja, a atuação sobre o mecanismo alérgico através de vacinas. Entretanto, é fundamental tomar medidas que combatam a poeira e que são imprescindíveis para que se obtenha um bom resultado no tratamento das doenças alérgicas.

 

 

DESENCADEANTES DENTRO DE CASA

  

          É cada vez maior o número de pessoas que permanecem em casa com a família ou os amigos nos momentos de lazer. Para pessoas alérgicas, no entanto, a permanência dentro de casa pode aumentar a exposição aos desencadeantes e também os sintomas alérgicos.

Os alérgenos mais comuns dentro das moradias são: ácaros, baratas, fungos e alérgenos de animais. Aprender onde estes agentes podem ser encontrados e o que você pode fazer para eliminá-los ou reduzir sua potência pode ajudar a tornar a sua casa mais segura para pessoas alérgicas.

 

Ácaros

 

Em casa, a causa mais comum dos sintomas de alergia são as fezes de uma criatura microscópica chamada ácaro. Se você tem sintomas que incluem nariz entupido, coriza e espirros (principalmente de manhã), olhos lacrimejantes, coceira, tosse ou chiado no peito, é bem provável que existam muitos ácaros na sua casa.

Os ácaros da poeira proliferam em estofados onde se alimentam da descamação de pele humana e de alguns fungos do ambiente. Procure eliminar da sua casa móveis estofados, carpetes e qualquer móvel que possa abrigar poeira. Não se esqueça dos bichinhos de pelúcia de seus filhos.

Aspirar a poeira semanalmente pode ajudar a diminuir os alérgenos de ácaros dentro da sua casa. Se possível, use aspirador equipado com filtro especial para ácaros (produto não disponível no Brasil) que tem demonstrado ser mais eficiente na remoção de partículas de alérgenos de polens, fungos, ácaros e resíduos de tabaco.

Ácaros alimentam-se basicamente de componentes da poeira doméstica, que consiste em descamação de pele humana, fungos, resíduos de alimentos e de insetos. Manter sua casa sem poeira ajuda a diminuir a população de ácaros. Veja outras dicas que podem ajudar:

- Ácaros adoram a umidade, por isso use um desumidificador de ar para controlar a umidade de sua casa, de preferência abaixo de 50%.    

- Procure substituir os móveis estofados por outros forrados com couro ou vinil.

- Piso de madeira ou cerâmica são mais indicados que carpete. Você pode manter os tapetes, mas só se forem constantemente aspirados e lavados em água quente.

- Muitas pessoas passam a maior parte do tempo no quarto, mais do que em qualquer outro ambiente da casa. Então garanta que cobertores, travesseiros, edredons e colchões sejam protegidos com capas antialérgicas. Lave com água quente toda roupa de cama a cada semana.

- Travesseiros e almofadas com penas ou algodão devem ser substituídos por outros com enchimento sintético (se não puder, proteja-os com capas antialérgicas).

- Passe aspirador semanalmente, se possível use filtro eficiente para reduzir ácaros que se acumulam em tapetes, cortinas e embaixo das camas. Você pode também usar sacos duplos em seu aspirador.

 

Alérgenos de barata

 

Baratas podem ser encontradas em qualquer lugar que o homem habite, o que pode ser uma má notícia para as pessoas que tem sensibilidade aos seus alérgenos.

Crianças que vivem em prédios com muitos habitantes e poucos cuidados de higiene apresentam risco aumentado de sofrer crises de asma, assim como outros sintomas alérgicos.

As baratas se alimentam das mesmas substâncias que os humanos. Portanto, evite alimentar-se no quarto, sala de estar ou em outros locais de reunião. Desta forma, você limitará a presença de alérgenos de barata aos locais onde alimentos são preparados e na sala de refeição. Mantenha estes locais tão limpos quanto possível.

Uma vez que as baratas proliferam em ambientes úmidos, atenção especial deve ser dirigida a locais em que pode haver acúmulo de água. Alguns prédios podem sofrer infestação por baratas. Procure avaliar este fato com seu médico e com os administradores do prédio ou autoridades sanitárias. A dedetização pode ser necessária.

 

Mofos

 

Mofo pode ser um problema sério para muitos alérgicos. Os pequenos esporos de fungos estão presentes no ar e podem causar sintomas alérgicos quando inalados por pessoas sensibilizadas. Esporos de fungos somente proliferam em locais com condições adequadas de umidade e nutrição.

Nas moradias, especial cuidado deve ser adotado em áreas que sejam habitualmente úmidas. Procurar estes locais na casa não é difícil. Banheiro, cozinha, área de serviço, paredes onde se encontram os encanamentos são locais comuns de crescimento de fungos. Verifique também em locais menos comuns. Atenção deve ser dada à cozinha, principalmente em locais que podem coletar e armazenar água, como abaixo da pia.

 

Animais

 

Talvez você fique surpreso ao descobrir que não é alérgico ao pêlo do seu cão ou gato. Na verdade, seus sintomas são provavelmente causados pelas proteínas existentes na saliva, na urina e nas partículas de pele do animal. Levadas pelo ar, essas minúsculas proteínas chegam ao seu nariz, seus olhos ou seus pulmões. Em contato com o seu corpo, essas proteínas causam sintomas que incluem:

- Espirros

- Coceira no nariz e coriza

- Olhos e gargantas inchados, irritados

- Coceira na pele

- Urticária

  Não ter animais em casa é a melhor maneira de evitar os sintomas. Se isso não for possível, há outros meios de limitar o contato com o animal que está causando suas alergias. Veja algumas sugestões que podem funcionar:

- Mantenha seu bichinho fora do quarto e de outros locais onde você passa muito tempo.

- Peça para uma pessoa não alérgica escovar seu animal fora de casa, isso vai remover pêlos soltos e alérgenos.

- Proteja edredons e almofadas com capas plásticas para prevenir que fiquem cobertas de alérgenos.

Passar aspirador não é um modo eficiente para diminuir os alérgenos de animais, pois ele não limpa profundamente carpetes e tapetes. Na verdade, o aspirador pode espalhar partículas de alérgenos pela casa e piorar a situação.

Os alérgenos de animais domésticos podem ficar retidos em tecidos, como a roupa de cama, estofados e tapetes por até 12 meses depois que o animal tenha saído de casa. Por isso, use capas em edredons e almofadas e troque carpetes por pisos frios ou assoalho de madeira.

 

 

 AMEAÇAS AO AR LIVRE

 

Pólens e fungos

 

Tanto polens quanto fungos estão presentes no ar que respiramos e ambos podem infernizar aqueles que sofrem de alergia.

Os polens são as células de reprodução masculinas das plantas, necessárias para a fertilização e são mais comuns durante a primavera e o outono.

Os fungos são microscópios organismos vivos que se reproduzem durante o ano todo. O número de fungos no ar é afetado por vento, chuva e temperatura.

Se os polens e os fungos desencadeiam os sintomas de sua alergia, o melhor é limitar o seu contato com essas substâncias quando sua concentração estiver mais alta.

Veja algumas sugestões que podem ajudá-lo a controlar os sintomas de alergia desencadeados por polens e fungos:

- Sempre tome seu remédio exatamente como o médico prescreveu.

- Os polens são liberados entre 5 e 10 horas da manhã, então é recomendável diminuir suas atividades fora de casa durante o início da manhã, principalmente em áreas muito ajardinadas.

- Mantenha as janelas fechadas durante a noite para evitar que polens e fungos entrem em casa. Ligar o ar condicionado também ajuda a circular, limpar e refrigerar o ar.

- Evite os locais abertos em dias com muito vento, quando o pólen e a poeira são soprados para todos os lados, e nos dias que os níveis de pólen e umidade estão muito altos.

- Lave suas roupas e roupas de cama em água quente e use a secadora (polens e fungos podem impregnar os tecidos pendurados em varal).

- Durante a época em que a concentração de pólen está muito alta, não freqüente parques e jardins.

- Ao cortar a grama, você espalha polens e fungos. Peça para uma pessoa não alérgica fazer isso para você e evite passar por locais com grama recém-cortada.

- Varrer folhas no jardim também espalha fungo, peça para uma pessoa não alérgica fazer isso por você.

- Mantenha fechadas as janelas do carro durante as viagens (se ficar muito quente, ligue o ar condicionado).

- A terra úmida dos vasos dentro de casa propicia o aparecimento de fungos, por isso, não regue demais as plantas e evite ter muitos vasos dentro de casa.

 


Seu e-mail:
Sua senha: